segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Conceitos do futuro aplicados nos produtos de hoje

Acho interessante como as pessoas gostam muito de pensar no futuro. Como ele vai ser, quais coisas maravilhosas vão existir nele. Faz parte dessa admiração os produtos "Conceitos". Vejam só os laptops conceitos como o VAIO, de monitor transparente, ao lado.

Mas além de admirar como o futuro pode ser, também gosto de pensar em como iremos chegar até lá e especialmente o que do futuro pode ser aplicado hoje.

E quem soube olhar o futuro tentando extrair algo que pudesse ser feito hoje? A Apple! Querem exemplo melhor? Imaginem se 1 ano antes do anúncio do iPhone, alguém mostrasse um celular conceito multi-touch screen com uma tela maior que os celulares da época, leve e de pouca espessura. Alguém iria imaginar que um celular como aquele podia, de fato, ser lançado no ano seguinte?

Os computadores Mac da década de 90 até os atuais e o próprio iPod, também tinham suas caras de "conceito", mas continuam sendo bem reais.


Outro exemplo interessante é o navegador conceito da Adaptive Path com a Mozilla Labs, o Aurora. Um navegador que apresenta informações de uma maneira diferente e que, além disso, proporciona uma interatividade absurda com qualquer coisa dentro das páginas Web. Coisas como ver uma tabela cheia de dados estatísticos numa página e com apenas um comando transformar aqueles dados em gráfico, com outro comando enviar para um amigo que, por sua vez, altera o gráfico e te manda de volta. Tudo no navegador. Bem interessante né? Imagine poder fazer isso com qualquer fonte de informações em qualquer página Web! Os trabalhos escolares ficariam bem mais cheios de gráficos né?

Depois de assistir os vídeos do Aurora, a gente fica com uma vontade que aquelas coisas existissem hoje. O pessoal que fez o Ubiquity do Mozilla Labs pensou a mesma coisa. As idéias contidas no Ubiquity lembram o Aurora: usar APIs e mashups de serviços Web para facilitar e agilizar nossas tarefas.
O exemplo mais notório do serviço é o de selecionar um endereço, dar um comando no ubiquity e pronto você já tem um mapa apontando para o endereço selecionado.
Meio futurista né? Há algum tempo atrás sim! Mas o Google Maps e sua API já estão aí a algum tempo esperando para alguém fazer esse tipo de coisa.

Quantas outras coisas "futurísticas", mas possíveis, devem existir e ninguém pensou em fazer?
O que pode ser aproveitado hoje dos produtos "conceitos" que tentam refletir o futuro?

 
Outros artigos que podem ser interessantes: